local 1

'Precisamos ser vigilantes', diz única brasileira em Cúpula dos Líderes sobre o Clima

Por Portal A Voz Da Cidade em 22/04/2021 às 15:11:25
A líder indígena Wapichana Sinéia do Vale e o presidente Jair Bolsonaro foram os únicos dois brasileiros a falar no encontro convocado pelo presidente dos EUA, Joe Biden. Sinéia do Vale, liderança indígena wapichana, participou da cúpula em transmissão desde Boa Vista (RR), em 22 de abril de 2021

Reprodução/Leaders Summit On Climate

A líder indígena wapichana Sinéia do Vale, única brasileira a participar da Cúpula dos Líderes sobre o Clima, disse nesta quinta-feira (22) que é preciso "ser vigilante" para que as políticas de preservação no Brasil sejam implantadas e cumpridas.

"Precisamos ser vigilantes para que toda a legislação [sobre preservação de florestas] do Brasil seja, de fato, implementada e executada", disse Vale durante painel transmitido de forma remota.

A "Cúpula dos Líderes" foi organizada pelo governo dos Estados Unidos para discutir questões climáticas junto a 40 nações e começou nesta quinta com discursos dos presidentes e chefes de estado de 40 países, entre eles o brasileiro Jair Bolsonaro.

Bolsonaro promete reduzir emissões e pede 'justa remuneração' por 'serviços ambientais' prestados pelo Brasil

Vale participou de um painel ao lado da prefeita de Paris, Anne Hidalgo, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, e outras lideranças femininas que responderam a perguntas sobre a gestão ambiental em suas regiões.

A líder indígena do estado de Roraima disse também que a questão da demarcação de terras não pode ser deixada de lado e reforçou a importância da participação da sociedade civil na tomada de decisões.

"Pesquisadores, cientistas e povos indígenas são especialistas em clima", disse Do Vale.

ENTENDA o que é a Cúpula de Líderes sobre o Clima?

O QUE ESTÁ EM JOGO durante a reunião convocada pelos EUA?

Sinéia do Vale participa de um painel ao lado da prefeita de Paris, Anne Hidalgo, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, e outras lideranças femininas durante a Cúpula dos Líderes Sobre o Clima em 22 de abril de 2021

Reprodução

Abaixo, em 5 pontos, veja os principais temas em debate:

Volta dos EUA nas discussões internacionais sobre o clima

Novas metas na redução de emissões dos EUA até o fim da década

Oportunidade para o Brasil mudar a imagem de sua política ambiental

Preparação para a COP26, que acontece em novembro

Financiamento para projetos de países em desenvolvimento

Proteção e manejo de florestas

Pouco antes de sua apresentação, Vale antecipou que falaria sobre a vivência dos povos indígenas em meio às mudanças climáticas.

"A melhor estratégia para manter o clima sem o aumento, para não passar de 1,5 grau, é manter as florestas como elas estão, fazer o manejo das florestas", escreveu Vale.

"Todos falam que a Amazônia é o pulmão do mundo, mas dentro desse pulmão moram pessoas, como povos indígenas, comunidades locais que precisam ter a garantia dos direitos e de políticas públicas para que o clima não continue aumentando", disse a líder indígena. "Essa é a voz dos povos indígenas para o Brasil e para o mundo."

Quem é Sinéia do Vale?

Gestora ambiental em um departamento do CIR, Sinéia foi coordenadora da Câmara Técnica de Mudanças Climáticas do Comitê Gestor da Política Nacional de Gestão Ambiental e Territorial em terras indígenas (PNGATI).

Ela também é membro do Comitê Indígena de Mudanças Climáticas da (APIB).

Há mais de 10 anos, a líder acompanha as discussões climáticas no âmbito internacional da A Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (UNFCCC), focada na agenda indígena e a implementação de ações em nível local, informou o CIR.

O foco da atuação da líder indígena são as ações ambientais e territoriais locais, aplicadas nas políticas públicas climáticas apropriadas aos povos indígenas. Ela organizou a primeira publicação indígena brasileira sobre enfrentamento às mudanças climáticas.

A publicação, lançada em 2014, trata das percepções das comunidades indígenas sobre as mudanças climáticas e segue com divulgação em eventos nacionais e internacionais.

Fonte: G1

Comunicar erro
local 2

Comentários

local 3