local 1

Del Valle anuncia 4 casos de Covid-19 antes de pegar o Flamengo pela Libertadores

Por Portal A Voz Da Cidade em 28/09/2020 às 17:08:45

O Independiente del Valle, que virá ao Rio de Janeiro para enfrentar o Flamengo na próxima quarta-feira, 30, em partida válida pela Copa Libertadores, anunciou que quatro de seus atletas testaram positivo para a Covid-19. Os testes foram realizados no sábado, e esses jogadores já estão isolados dos demais membros da delegação do clube. O Del Valle divulgou que acionou autoridades sanitárias do Equador, a Conmebol, a Federação Equatoriana de Futebol (FEF), responsável pela organização do campeonato nacional, e seus adversários da última semana: o Junior Barranquilla e o Barcelona de Guayaquil.

O surgimento desses casos positivos se dá menos de duas semanas após a equipe ter enfrentado o Flamengo, que atualmente registra um surto da doença em seu elenco, que começou justamente depois da passagem pelo Equador. A presença de jogadores infectados no Del Valle serve de alerta para o Barcelona de Guayquil e para o Palmeiras, últimos dois adversários do rubro-negro.

Leia também

'O Palmeiras não consegue ganhar de moleque de 20 anos? Vai te catar', desabafa Flavio Prado

Sete jogadores do Flamengo são testados para saber se podem jogar pela Libertadores

O clube equatoriano, no entanto, realizou testes para Covid-19 após a partida e não detectou novos casos. Já o Palmeiras, que empatou com o Flamengo neste domingo, após uma série de reviravoltas em relação à realização da partida, passou por exames nesta segunda-feira, e o resultado ainda não foi divulgado O jogo entre Del Valle e Flamengo é considerado uma incógnita. O Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ), em decisão publicada no domingo, determinou que o departamento de futebol do clube carioca passasse por quarentena de 15 dias, sem poder disputar qualquer partida, treinar ou viajar.

A decisão, no entanto, foi derrubada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) para que o jogo diante do Palmeiras fosse realizado. O TST alegou que a partida aconteceu em São Paulo, portanto, fora da jurisdição do TRT-RJ. Não se sabe, contudo, a expansão do veto. Até o momento, a partida válida pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores está mantida.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Fonte: JP

local 2

Comentários

local 3